Preciso de um pouco mais do que resistência | Diário criativo #01


Tem dimensões das coisas que a gente não tem como conhecer e menos que mergulhe.

Já ouvi centenas, talvez milhares de discos durante a minha vida. Sempre sonhei em fazer o meu. Prometi algumas vezes que o faria e tantas outras comecei e depois parei. Talvez, por força da vida que, sábia e irredutível como só ela, acabou me colocando em circunstâncias que me frearam ou que mostraram a minha falta “do que precisa” naquele momento.

Agora, resolvi adotar o compromisso de efetivamente fazer um disco. Do zero, algo que represente de fato as transformações pelas quais venho passando nesse momento. Há tanta coisa pra dizer, mas ao mesmo tempo, há tantos bloqueios e receios a enfrentar.

Muitas vezes, nosso pior inimigo somos nós mesmos, que nos olhamos com uma severidade fora de qualquer parâmetro que projetemos nos outros. Pra nós, delegamos uma dureza, uma rigidez, uma cobrança que jamais direcionaríamos a outra pessoa.

Falta aquele amor, aquela compaixão, aquele carinho próprio.

Muitas vezes me vejo puxando uma bola de ferro de uma tonelada e eu, pequeno, em meio a tanta gente foda, falho em fazer meu caminho.

Tantas vezes olho pra mim e sinto falta de algo mais, de uma certa substância, de energia, de verdade. Então, eu sigo procurando.

Isso, essa busca, esse escavar, eu não tinha a verdadeira dimensão quando ouvia um disco, por mais incrível e bem produzido que parecesse. Mesmo a melhor equipe só pode trabalhar com algo que está lá, na matéria-prima bruta.

Ultimamente, tenho notado como o caminho da verdadeira honestidade é mais trabalhoso e tem seu próprio tempo. Então, sobra parar, recomeçar, desistir e recobrar a força minutos depois.

Continuidade.

Mas mais do que isso.

É preciso recobrar a alegria. Mesmo em tempos difíceis.

Ser positivo, estável, transbordar, quando tudo quer te desanimar, tirar seu foco e arremessá-lo numa rotina desumanizadora é, por si, viver seu potencial.

Resista. Floresça.


Ouça meu single Entrega

Acabei de lançar um single chamado Entrega. Se quiser me fazer feliz, não economize nas palmas aqui embaixo mas também ouça minhas músicas, deixe um recado, siga meu Instagram ou no Spotify. Assim eu garanto que você faz o meu dia. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *