A falta que faz a felicidade banal

Um dos maiores clichês do blues são as canções que começam com “acordei essa manhã e… x coisa”.

Vou me dar a liberdade de começar esse post desse exato jeito.

Acordei essa manhã, coloquei a água para esquentar, em seguida, passei manteiga no pão. Depois, voltei ao fogão, a água ainda não estava fervendo.

Foi o tempo de colocar algumas colheres de café no filtro e, então, pude notar as bolhas se agitando na água. Enquanto passava o café e sentia aquele cheirinho maravilhoso tomar conta da casa, me dei conta do quanto aquilo me deixava contente.

Café com leite e pão com manteiga. Só isso.

Passei a lembrar de outras felicidades banais que a correria, o estresse no trabalho ou mesmo a mera falta de atenção me fazem deixar pra lá.

Fiz uma pequena lista que postei no Facebook, mas que decidi colocar por aqui também.

Eis a minha lista de felicidades banais que hoje me fazem falta.

1. Jogar videogame com o meu irmão depois da escola.
2. Tempo livre pra fazer nada.
3. Tapioca com suco de acerola da minha avó.
4. Andar de bicicleta com os meus amigos da escola.
5. Tomar café de tarde com amigos.
6. Ensaio semanal com a banda.
7. Ir pra Estação das Docas, em Belém, e ficar de bobeira lá, pegando vento na cara no final da tarde.
8. Visitas inesperadas
9. Passar a tarde desenhando 
10. Jogar RPG e criar histórias com os amigos
11. Ouvir um disco e conversar sobre ele com alguém, com foco total nisso

Algumas dessas coisas já não posso mais fazer, já que a infância ou a adolescência se vão há bons anos.

Mas ando pensando que vale abrir o espaço ou exercitar a presença para estar lá ao ponto de ver e realmente aproveitar essas pequenas felicidades.

Se alguém estiver lendo por aí, tem alguma felicidade banal que anda fazendo falta?


Ouça meu single Entrega

Acabei de lançar um single chamado Entrega. Se quiser me fazer feliz, não economize nas palmas aqui embaixo mas também ouça minhas músicas, deixe um recado, siga meu Instagram ou no Spotify. Assim eu garanto que você faz o meu dia. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *